Uma alma que se eleva em consciência, eleva o mundo.

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A PROBLEMÁTICA DOS FAMOSOS CHIPS E IMPLANTES ASTRALINOS


Atualmente é muito comum ouvirmos falar em remoção de implantes, chips, aparelhos, magias, etc. Considero esta informação, na maioria das vezes, como uma forma de chamar atenção dos menos avisados. Trabalho há mais de dez anos atuando basicamente na área de cura espiritual e posso afirmar que a retirada de implantes astralinos, chips, aparelhos e magias vai depender do merecimento do paciente. Já ocorreu em um atendimento de reiki um implante ser retirado de uma paciente, sem ter havido qualquer tipo de comando para esta operação. Quando o paciente está pronto e é merecedor, se encontrando livre da culpa ou do mal uso de alguma faculdade que o levou a adquirir um desses aparelhos ou implantes, em qualquer sessão de cura normal o desbloqueio pode ocorrer por intermédio dos guias amparadores do paciente ou do terapeuta. Assim, é de suma importância que os terapeutas conscientizem seus pacientes, e também a si mesmos, de que antes de qualquer retirada de elementos estranhos dos corpos estrafísicos há necessidade de uma reforma íntima para que a remoção seja operada com sucesso. Esse é o comprometimento cósmico do terapeuta. Ressalto aqui a importância da cura do agregado espiritual do paciente antes de qualquer procedimento terapêutico. Mais de 70% dos casos de enfermidades físicas, emocionais, mentais e espirituais se encontram nos níveis conscienciais do ser. Traumas, bloqueios, negativismo, desequilíbrios emocionais, mentais e espirituais se encontram, na sua grande maioria, nos resíduos do nosso passado. É a partir desses desequilíbrios que ficamos receptivos a sermos implantados e chipados a qualquer momento. Devemos lembrar que somos um agregado de “eus” que necessitam de cura e atendimento. Sem reforma íntima não há cura. Sem cura não há transformação. Sem esquecer que muitos de nós se encontram ainda presos a seres de outras hierarquias contrários à ascensão crística. Já me deparei em alguns atendimentos e iniciações de Reiki com reptóides em simbiose com o paciente. Isso é comum em decorrência da freqüência de muitos seres humanos com esses seres. Somos o resultado de várias raças interagindo nos padrões do nosso DNA, mas não devemos esquecer que temos o livre arbítrio de optar pelo caminho que escolhemos seguir. E devemos arcar com essa escolha. Esse é o nosso compromisso cósmico.

Com amor,


Maiana Lena

Nenhum comentário:

Postar um comentário