Uma alma que se eleva em consciência, eleva o mundo.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O CARMA FINANCEIRO NA ASTROLOGIA KÁRMICA

Através da astrologia kármica podemos constatar dentre outros os padrões carmicos negativos a nível financeiro resultantes do mau uso da energia do dinheiro em outras existências. Evidenciando-se estes aspectos no mapa natal é aconselhável transmutar estes padrões para que seus efeitos não se estendam á atual existência e também para que eventuais vidas paralelas e futuras sejam  abençoadas pela energia da prosperidade.  O carma negativo a nível financeiro pode evidenciar existências onde a pessoa pode ter sido irresponsável na área financeira e ter se recusado a assumir compromissos materiais. Ou excessivamente egoísta ambiciosa, possessiva, materialista e conservadora, em relação a tudo e a todos. Pode ter se mostrado uma pessoa insensível, sem inquietações interiores ou interesses intelectuais, concentrando-se o tempo todo, e obsessivamente, em acumular riqueza, encontrando motivação para sua existência na tão desejada segurança material. Não se permitindo o menor dos luxos, no intuito de prover para o futuro e precaver-se contra os dias difíceis, em conseqüência, quase não aproveitando de verdade as coisas boas da vida. O pavor da miséria e da falência pode ter feito com que passasse vidas inteiras economizando e acumulando, sem nunca perceber as necessidades dos que viviam a sua volta, privando-os até mesmo de possuir e usufruir de um mínimo de conforto e dignidade. Pode ter se mostrado uma pessoa  mesquinha e avarenta com seus bens: uma governante, um patrão e até mesmo um pai ou uma mãe indiferente com a sua gente . Incapaz de um gesto ou de um a palavra gentil, não cultivando carinho, amizade, nem o respeito de ninguém. Pode também ter dado extrema importância ao poder e ao status social onde pode ter prejudicado pessoas e comunidades.   Em decorrência disso, pode ter passado por muitas encarnações de insucesso e solidão tendo simultaneamente incidido em carma financeiro, social, familiar e emocional. Conseqüentemente a pessoa poderá na atual existência sofrer de desassossego, onde poderá passar por certo grau de pobreza, frustração e reves financeiro, além de precisar trabalhar de forma excepcionalmente dedicada para ter um padrão de vida médio. Pode também estar incidindo nos mesmos padrões já vividos em outras existências o que é bastante comum. Em decorrência disso a pessoa deverá analisar e assumir os seguintes desafios:
a.   Avaliar até que ponto está repetindo padrões negativos de outras existências; b.   Assumir responsabilidade pessoal pelas dificuldades que poderá encontrar em termos de finanças e recursos decorrente de visão inconvencional, desassossego, impulsividade ou reveses imprevisíveis de fortuna;

c.   Considerar se está ou não lidando com as questões materiais com humildade, respeito pelos costumes dos outros, quando diferem dos seus, e com um senso de independência que não prejudique os outros, baseado na vontade de expandir os horizontes e não de se furtar aos compromissos.

d.    Assumir a responsabilidade a nível de alma de curar os padrões carmicos negativos; e.    Avaliar se está ou não sendo guiada pelo desejo de servir em conformidade com a vontade universal - em contraposição ao desejo de ter poder pessoal - na sua maneira de encarar os recursos materiais.
 f.   Superar o medo de perder o controle aprender a confiar e a ter um comportamento mais aberto em matéria de finanças.
g.  Acautelar-se contra a projeção e a condenação nos outros de atitudes em relação a recursos que não percebe nela mesma  ou que teme expressar.
h.  Assumir responsabilidade pessoal pelas dificuldades que encontra em decorrência de insegurança e sensação de isolamento; conflitos de carreira; perda de status.
i.   Confrontar, descarregar e transmitir os sentimentos "negativos" decorrentes de perdas financeiras ou da frustração da sua vontade em questões financeiras. Os estudos e as terapias de autopercepção, além da participação em grupos de cura, podem ajudá-la neste sentido.
j.   Tendência a trabalhar em demasia para ter um saldo polpudo na conta bancária, correndo assim o risco de um colapso físico ou mental - mais uma vez negando a você mesma a oportunidade de tirar prazer dos assuntos materiais;
l.   Se julgou os outros de acordo com a riqueza que possui, pode ser que agora seja julgada pelo mesmo padrão - poderá ser objeto de esnobismo dos outros.             




Informe-se sobre o Mapa Astral carmico natal e anual

Nenhum comentário:

Postar um comentário