Uma alma que se eleva em consciência, eleva o mundo.

domingo, 1 de janeiro de 2012

ENTENDENDO A ASCENSÃO

Mensagem de Sanat Kumara Através de Petra Margolis em 14 de dezembro de 2011. Como todos vocês estão falando tanto sobre isso, parece que ainda há muito equívoco, pois as mensagens, nós sabemos, não são sempre claras.
Ascensão é simplesmente elevar as suas frequências.
A ascensão não está acontecendo apenas com todos os humanos, nós em espírito ascendemos também.
A única diferença é que nós não temos um corpo físico.
Para muitos de nós em espírito, ascensão significa expansão também.
Quando nós nos originamos da Fonte, todos nós éramos totalmente completos. Conforme nós nos movemos pela Fonte, e pelos muitos Universos dentro da Fonte, a Fonte se expande, nós nos expandimos e os universos expandem. Por expandir, o fluxo de energias muda e obtém mais espaço para respirar, por assim dizer, permitindo uma frequência mais rápida.
Isto é um contínuo movimento de ascensão dentro de tudo o que existe.
Nós aprendemos, nós exploramos e nós expandimos, pois a Fonte está continuamente se expandindo e as frequências dentro da Fonte ascendem; nós participamos desse processo se escolhemos participar.
Nós podemos decidir ficar em uma determinada frequência por algum tempo e explorar essa frequência, e a partir daí nós começamos a ascender novamente se escolhermos ascender.
A nossa parte Fonte sempre se move na frequência da Fonte, então tudo o que fazemos é encontrar o caminho para cima, por assim dizer, para alinhar todas as partes do nosso ser com essa nossa parte, a nossa parte Fonte.
Em cada frequência de ascensão acontece uma exploração e é assim que novamente nós expandimos também.
Nós aprendemos a permanecer em contato com nossa parte Fonte o tempo todo.
Isto nos permite uma ascensão fácil para as novas frequências mais elevadas.
Agora, cada ser tem seu próprio modo de fazer isto, pois alguns seres decidem permanecer nas frequências mais baixas e viver sua realidade dentro delas. Eles estão explorando e aprendendo nessas frequências até sentirem a necessidade de se elevar. A partir daí eles se conectam interiormente e começam a ascensão para outro nível de frequências.
Há seres que podem fazer isto facilmente, pois eles descobriram meios mais e mais rápidos de ascender. Outros precisam de mais tempo, já que ao passarem um longo tempo em uma determinada frequência e por estarem nas dimensões mais baixas, eles desconectaram às vezes algumas de suas conexões à sua própria parte Fonte. Ou, para ser mais preciso, eles desativaram sua conexão à sua parte Fonte.
Tudo isto depende do que eles querem aprender e experimentar.
Isto sempre depende da escolha de cada ser, pois cada ser aprende como se mover entre as frequências em diferentes níveis.
Porém, muitos estão mais focalizados em aprender como viajar entre os diferentes níveis de frequências; eles têm mais experiência, então se torna mais fácil permanecer totalmente conectado à sua parte Fonte, visto que quando vocês se mudam para frequências mais baixas, as energias tornam-se mais densas e mais lentas, e assim fica um pouco mais difícil às vezes se movimentar velozmente dentro das energias.
Quando vocês vão para níveis de frequência mais baixa, a energia se move mais devagar e as energias e a conexão entre seu Ser Fonte e a sua parte que está no nível mais baixo pode ficar desativada por esse processo também.
Há seres na Terra, da época de Atlântida, que são capazes de permanecer totalmente conectados, não importa o quão baixo eles vão. Eles são os chamados mestres em se mover entre níveis de frequências.Alguns utilizam isto para ensinar outros como ativar a conexão à sua parte Fonte e como encontrar seu caminho de volta à sua parte Fonte. Outros utilizam isto para manipular e impedir outros de ativarem sua conexão e encontrarem o caminho de volta dentro de sua parte Fonte.
Como eu disse, ascensão é mover-se entre frequências, nós normalmente chamamos subir para níveis de frequência de ascender e o descer para níveis de frequência mais baixa de descender. Este é o vocabulário humano que utilizamos para este processo.
Ascender e descender entre os níveis de frequências é um processo de aprendizagem e um processo de experiência. Não importa o que fazemos entre e dentro desses níveis, nós sempre podemos aprender como nos movermos entre os diferentes níveis de frequências.
Conforme aprendemos mais sobre o processo de ascender e descender, nós utilizamos códigos especiais que nos permitem encontrar nosso caminho para cima ou para baixo mais facilmente.
Lembrem-se sempre de que nós chamamos para cima e para baixo somente para explicar, pois todas as frequências existem no mesmo espaço.
Alguns desses códigos são conhecidos como DNA.
Todos vocês têm o DNA em seu corpo físico. Parte dos códigos dentro do DNA está em uso para manter a manifestação física. Outras partes estão em uso para reativar a sua conexão com a nossa parte Fonte, se necessário.
Entretanto, o DNA não é o único código, pois nós usamos vários outros dentro do que vocês chamam de chakras; eles percorrem todo o caminho até a nossa parte Fonte e muitos outros códigos em nossas partes espirituais, corpos de luz e mais.
Porém, tudo isso despende de nosso nível de experiência, pois quanto mais experientes ficamos, menos códigos nós utilizamos.
Esses códigos são símbolos geométricos que compõem nosso ser dentro do espírito. Agora, conforme aprendemos e exploramos, nós aprendemos a usar códigos diferentes e também símbolos diferentes que permitem que nós nos movamos mais rápido entre os níveis de frequência e voltemos mais depressa ao nosso estado original de ser em direção à conexão total dentro de nossa parte Fonte.
Ao nos conectarmos para cima, nós trabalhamos em trazer todas as partes do nosso ser para o nível de frequência da parte Fonte.
A expansão de energia inicia-se no mais alto nível de frequência e a partir daí o nível mais baixo de frequência começará a subir, então há um movimento constante dentro do nível de frequências também.
Agora, vendo isto a partir da Terra:
A Terra tem um nível estabelecido de frequências ao seu redor, como foi criado pelos primeiros que se mudaram para a Terra dentro de uma manifestação física, que permite assumir a manifestação física necessária.
As grades que muitos conhecem fazem parte desse sistema estabelecido de nível de frequência.
Com o passar do tempo mudanças são feitas nesses sistemas para se ajustar aos níveis de fisicalidade.
Os humanos se ligaram a essas grades para se conectar ao nível de fisicalidade que queriam utilizar.  Isto teve um efeito colateral, pois os humanos perderam mais e mais sua conexão. Eles usavam as grades para permanecer na Terra, e as grades foram manipuladas por alguns para realmente aterrar os humanos na Terra, mas de uma forma que eles não pudessem subir nos níveis de frequência.
As grades foram destruídas, reparadas, novas grades foram construídas, destruídas e assim por diante.
Neste momento há resíduos de antigas grades, há grades novas e há a construção de uma nova grade cristalina.
No começo as grades eram construídas dentro da Terra para que os humanos pudessem alcançar o nível mais baixo das frequências físicas, com o efeito de manter os humanos aterrados sobre a Terra.
A nova grade não é dentro da Terra, isto para evitar o aterramento dos humanos na Terra de um modo que não lhes permita sair e mudar totalmente para níveis de frequência mais alta.
Vocês podem entender isto deste modo: seus pés estão no solo, sua energia está entrando pelos seus pés no solo através do chakra da Terra logo abaixo de seus pés, sua energia também se aterra no solo através do chakra básico, então vocês têm dois pontos de conexão à Terra. Ambos os pontos de conexão são utilizados para conectá-los às grades na Terra.
Alguns de vocês somente estão conectados a uma grade, outros estão conectados a muitas grades, e para se desconectarem dessas grades depende do que fizeram em vidas passadas, pois isto não é conhecimento novo.
Agora, quando vocês descenderam para o nível mais baixo de frequências, vocês se aterraram nas grades da Terra. Ascender significa que vocês deveriam começar a recuperar a conexão entre a sua parte terrena e a sua parte Fonte.
A partir daí vocês começam a elevar todos os seus níveis para o nível de frequência da sua parte Fonte.
Enquanto vocês estão aterrados nas grades terrenas, vocês não podem elevar essas partes para os níveis de frequência mais alta, pois elas estão aterradas dentro de um nível baixo de frequência e elas exigem a desconexão desse nível para poder elevar a frequência.
A ascensão começa no nível de frequências mais baixas dentro de vocês que estão se elevando para o novo nível de frequência. Então, se vocês tiverem uma parte que está dentro do terceiro nível de frequência, vocês precisam elevar essa parte para o quarto nível de frequência do seu ser. Assim que essas partes tornarem-se uma, vocês começam a elevar essa parte do quarto nível de frequência para o quinto nível de frequência até que se torne uma. Vocês continuam fazendo isto até que todas as partes sejam uma no nível de frequência mais alta, sua parte Fonte.
Agora, vocês verdadeiramente não estão se movimentando, vocês permanecem no mesmo lugar, tudo o que vocês fazem é se mover dentro dos níveis de frequência.
As grades dentro da Terra estão entre o terceiro e o quinto nível de frequência.
Entretanto, nenhuma delas está funcionando em capacidade máxima e todas elas são utilizadas para muitos outros propósitos, o primeiro para drenar as energias e utilizar essas energias para manipulá-los enviando-lhes medo e muitos outros pensamentos e sentimentos manipuladores.
Segundo, as grades são utilizadas para manter suas partes mais baixas aterradas na Terra não permitindo que vocês elevem a frequência dessas partes para níveis de frequência mais alta.
Como as grades estão operando nas frequências tri, tetra e pentadimensionais, vocês são capazes de elevar pequenas partes para esses níveis, mas vocês não podem ir além, pois este é o nível mais alto em que vocês estão aterrados. Isto porque vocês estão conectados e aterrados a muitas grades que operam, todas, em diferentes níveis de frequência.
A nova grade que não está na Terra funciona ao nível dodecadimensional de frequência, então ela contém nela todos os níveis/espaços abaixo. Isto significa que ela contém desde o terceiro nível até o décimo segundo nível de frequências.
A conexão ou aterramento a esta grade não é feito através do chakra estrela da Terra e do chakra básico, e sim através dos chakras superiores dentro de vocês.
Permitam-se começar a elevar tudo de vocês que está dentro, por exemplo, do terceiro nível de frequência para o quarto nível de frequência e daí para o quinto nível de frequência e assim por diante.
A elevação dos níveis de frequência é feita através da utilização dos códigos dentro de vocês, dentro do DNA, dos chakras e dos corpos espirituais.
Como a maioria de vocês somente está na Terra para fazer a mudança do nível tridimensional para o nível pentadimensional, existem dois processos de ascensão.
Um deles é a Ascensão Planetária, elevando o seu nível de frequência do terceiro para o quinto nível, e o outro processo é chamado de Ascensão Cósmica, que está elevando o seu nível de frequência do terceiro para o nível da Fonte do seu ser.
Seu nível da Fonte está acima do décimo segundo nível de frequência. O décimo segundo nível é o último, assim chamado, nível físico de frequência para o humano, acima dele não existe manifestação física.
O primeiro processo, o de Ascensão Planetária, é o mais fácil, pois ele trata somente de dois níveis acima e não exige total conexão à sua parte Fonte.
O segundo processo, o de Ascensão Cósmica, é mais complicado, pois exige um movimento através de muitos níveis de frequência e para a maioria, está acima do décimo segundo nível de frequência.
Ísis já apresentou o primeiro processo de Ascensão Planetária detalhadamente através de "O Processo do Corpo de Luz para a Ascensão Planetária" (Nota tradutora: esta mensagem está sendo traduzida e, breve, será postada), então nós iremos focar no Processo de Ascensão Cósmica.
A Ascensão Planetária do terceiro para o quinto nível não significa que vocês perderão sua manifestação física. Vocês ainda estarão na Terra e sujeitos ao ciclo de encarnação de morte e nascimento na Terra.
Isto significa que vocês estarão livres da parte que os está mantendo aterrados na Terra e a partir daí vocês podem começar o trabalho de realizar sua volta para conexão total com sua parte Fonte até o nível de frequência mais alta da sua parte Fonte.
A Ascensão Cósmica significa que vocês trabalham em seu retorno, fora do ciclo de encarnação física, até se tornarem sua parte Fonte ou elevarem todos os seus níveis até o nível de frequência da sua parte Fonte.
Há muitos níveis diferentes dentro da sua parte Fonte e, conforme vocês entrarem mais profundamente na sua parte Fonte, vocês descobrirão que o mais alto nível está vibrando de ponta a ponta no nível de frequência da Fonte. Então, assim que vocês atingem sua parte Fonte, vocês começam a se mover mais profundamente para dentro para se tornar outra vez totalmente conectados com a Fonte, a unidade.
Já existe uma experiência de unidade assim que vocês alcançam o exterior de sua parte Fonte, como nós chamamos, mas a total unidade está profundamente no interior de sua parte Fonte.
Então, como vocês podem ver, vocês estarão ascendendo constantemente, dependendo do curso de suas próprias escolhas. Alguns de vocês decidirão parar no ponto do décimo terceiro nível de frequência e começar a explorar e trabalhar a partir dele, outros percorrerão todo o caminho até o mais alto no interior e explorarão e trabalharão a partir daí.
A diferença está nas capacidades e conhecimento disponíveis em todos os diferentes níveis de frequência.
As capacidades totais e o conhecimento estão dentro do nível mais profundo da sua parte Fonte, no nível de unidade da Fonte.
Todo ser pode ascender, sim, o processo para o corpo humano é diferente do processo dentro do espírito, mas isso não significa que é impossível.
Vocês planejaram o trabalho em terra antes de virem para cá, dando-se as diretrizes necessárias para ascender interiormente.
Agora muitos irão perguntar sobre outros seres em seu universo e além.
Sim, todos eles podem ascender. Qualquer ação que um ser faz, boa ou má como vocês veem do seu ponto de vista humano, não interfere no processo de ascensão. O que interfere é o que está ligado a essas ações.
Por exemplo, um ser que está focalizado em controlar os outros, pode ter certos apegos que interferem, porque eles trazem certas energias que podem impedir que eles encontrem alguns dos códigos necessários.
Então, o processo de ascensão fica mais lento, pois leva mais tempo para encontrar os códigos e mais tempo para purificar a energia interior para encontrar os códigos.
Isto é válido para todos os apegos, não somente para os negativos.
Vamos encerrar nosso discurso sobre ascensão aqui, pois iremos focalizar no processo de Ascensão Cósmica em nossas próximas mensagens.

Sanat Kumara
Através de Petra Margolis
http://www.ascendedmasters.org/


Fonte: http://lightworkers.org/channeling/ 

A espiral de Alcyone

Humbatz Men, autor indígena e um grande Xamã de origem maia, fala em "Los Calendários" sobre a vindoura "Idade da Luz".
Bárbara Marciniak, autora de "Mensageiros do Amanhecer", da editora  Ground and "Earth", da The Bear and Company e a astróloga Bárbara Hand Clow, que escreveu "A Agenda Pleiadiana", da editora Madras, receberam várias canalizações de seres das Plêiades a respeito dessa nova era que se inicia em nosso sistema solar com grandes mudanças ocorrendo em nosso planeta.
Essas revelações falam sobre as transformações que estão ocorrendo em nosso planeta e nas preparações tanto física quanto psíquicas que precisamos nos submeter para realizarmos uma mudança dimensional.
Segundo as canalizações, as respostas sobre a vida e a morte não estão mais sendo encontradas na terceira dimensão. Um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver as coisas além do mundo da forma.
Desde o final da década de oitenta, na verdade DESDE AGOSTO DE 1987 quando a Terra começou a entrar no Cinturão de Fótons, estamos nos sintonizando com outras dimensões e nos preparando no nível de nossas almas para receber a radiação de Alcyone, estrela de quinta dimensão.
Zona arquetípica de sentimentos e sonhos, onde é possível o contato com planos mais elevados, a quarta dimensão é atemporal, emocional e não física.
As idéias nela geradas influenciam e detonam os acontecimentos na terceira dimensão, plano da materialização, plano em que vivemos nos últimos 2.160 anos, durante a era de Peixes, que teve início em 148 a.C. e que termina em 21 de dezembro de 2012.
Segundo as mensagens recebidas das Plêiades, a esfera da quarta dimensão é regida pelas energias planetárias de nosso sistema solar, daí um trânsito de Marte, por exemplo, causar sentimentos de poder e ira.
Para realizar esta transição entre diferentes níveis dimensionais é necessária a expansão de nossa consciência, enquanto indivíduos e a nível coletivo, é preciso fazer uma limpeza, tanto no corpo físico como no emocional, e transmutar os elementais e miasmas da segunda dimensão agregados, em nossos corpos inferiores.
Responsáveis pelas doenças em nosso organismo, os miasmas são compostos de energias astrais que carregam memórias genéticas e de vidas passadas, memórias de doenças que ficaram incrustadas e impregnadas devido a antibióticos, poluição, drogas, química ou radioatividade, sentimentos negativos como ódio, luxúria, orgulho, raiva, rancor, etc. Foto da galáxia de Andrômeda, nossa vizinha mais próxima e muito semelhante à Via Láctea, a nossa galáxia.
O que mantém estes sistemas gigantes em coesão é a imensa energia (luz) que é irradiada do Sol Central  (a divindade criadora de todo o sistema) visível no centro do gigantesco corpo galáctico de cerca de  400 bilhões de sóis / estrelas !
.
Segundo as canalizações, esses miasmas estão sendo intensamente purificados pelo Cinturão de Fótons.
Os pensamentos negativos e os estados de turbulência emocional, como o da raiva, também geram miasmas, que provocam bloqueios energéticos em nosso organismo. Trabalhar o corpo emocional através de diversos métodos terapêuticos - psicológicos astrológicos ou corporais - ajuda a liberar as energias bloqueadas.
As conexões interdimensionais são feitas através de ressonância simpática e para sobrevivermos na radiação fotônica
temos que nos afinar com um novo campo vibratório
que é o cinturão de fótons.
Ter uma alimentação natural isenta de elementos químicos, viver junto à natureza, longe da poluição dos grande centros urbanos e da radioatividade, liberar as emoções bloqueadas e reprimidas, contribuem para uma transição mais pacífica.
Ter boas intenções é essencial, assim como estar em estado de alerta para perceber as sincronicidades que se apresentam  e captar os sinais vindos de outras esferas.
Segundo a Agenda Pleiadiana, de Bárbara Hand Clow, o Cinturão de Fótons emana do Sol Central da Galáxia via Alcyone, o Sol Central das Plêiades, que se localiza eternamente dentro do Cinturão de Fótons, ativando sua luz espiralada por todo o quadrante de nossa galáxia ao qual o nosso sistema solar pertence.
Mas afinal e nós nisso tudo ?
Nós somos os que podem se beneficiar mais com tudo isto.
Todos nós, os seres encarnados na Terra estão passando por um processo de iniciação coletiva e como almas nós escolhemos estar aqui nessa difícil época de transição de nosso planeta, para aproveitarmos essa excepcional oportunidade de evolução que reverberará por todo o Universo.
Os fótons funcionam como purificadores da Alma da raça humana e através de suas partículas de luz, às quais estamos cada vez mais expostos, dentro em breve estaremos imersos nesta "Era de Luz",
depois de 11 mil anos dentro da Noite Galáctica ou Idade das Trevas, como os hindus se referiam a atual era do Kali Yuga, a idade do ferro.

Como um sistema de reciclagem do Universo, o Cinturão de Fótons inicia a Era da Luz, finalizando um ciclo planetário de 432.000 anos conhecido como a Idade do Ferro  (Kali Yuga)  na cultura dos Vedas hindus.

Cada partícula vai se alojando em todos os cantinhos de nosso planeta trazendo a consciência (Luz), a Verdade, a Integridade e o Amor Mútuo e incondicional pela vida.

Cada um de nós tem um trabalho individual interior para desenvolver que após ser realizado definirá sua posição no trabalho de conscientização da humanidade.

As almas cujos corpos  não refinarem suas energias não conseguirão ficar encarnadas dentro da terceira dimensão, pois estamos indo para a quinta dimensão e enquanto a quarta dimensão estiver sendo atravessada  o processo de limpeza individual e coletivo será muitíssimo acelerado para então ser completado.

Este período é o que todos os profetas de todas as religiões viram acontecer, nesse final de ciclo disponível para toda a humanidade.
Haverá a separação do joio e do trigo durante esse processo de limpeza.


As almas que não conseguirem “superar-se a si mesmas” serão retiradas do planeta para recomeçarem sua história em outras esferas planetárias cujo nível de consciência esteja de acordo com a consciência desses indivíduos.

E todos nós redescobriremos a nossa multidimensionalidade e ativaremos nossas capacidades adormecidas enquanto estávamos mergulhados dentro da Noite Galáctica.

A inteligência  (através daqueles que evoluírem para o novo patamar de consciência)  desse momento evolutivo da Terra será catalisada para toda a Via Láctea.

Todos estes acontecimentos foram registrados no Grande Calendário Maia, que tem 25.920 anos de duração e termina no solstício de verão, no dia 21 de dezembro de 2012 d.C., que marca a entrada definitiva da Terra dentro do Cinturão de Fótons pelos próximos 2.160 anos, será uma nova era profetizada há muito tempo e conhecida como a nova “Idade de Ouro”.

Por Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley

O CINTURÃO DE FÓTONS, 2012 E AS PLÊIADES

Nota Cura e Ascensão: Note na figura acima onde está assinalado a circunferência em vermelho representa os anos de escuridão em que o Planeta Terra está orbitando. Em 21 de dezembro de 2012 a terra já estará completamente no cinturão de fótons, dando inicio a uma nova Era de Luz. Temos então, um pouco mais de um ano para a transmutação e purificação e ativação do nosso corpo de luz para estar na frequência do Cinturão de Fótons.
O nosso Sol é a oitava estrela da Constelação das PLEIÂDES  (Também conhecida como Aglomerado Estelar M-45) - localizada a aproximadamente 28 graus da constelação de Touro - e leva 25.920 anos para completar uma órbita ao redor de Alcyone, o Sol Central local do nosso Sistema Solar que fica nas Plêiades, movimento terrestre também conhecido como
Precessão dos Equinócios  (mudança do começo das estações a cada 2.160 anos, a partir de 2.013 a PRIMAVERA começa em 21 de AGOSTO para nós do hemisfério sul) .
A divisão desta órbita por doze resulta em 2.160 anos, tempo de duração de cada era "astronômica"  (Era de Peixes se iniciou em 148 a.C., a de Áries 2.308 a.C., etc.).

Descobriu-se também que Alcyone , o Sol Central das Plêiades, tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, cuja fonte é o SOL (a divindade criadora do nosso universo local)  CENTRAL da nossa própria galáxia, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas  (incluindo o nosso), que foi chamado de Cinturão de Fótons.       Um fóton consiste na decomposição ou divisão do elétron, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética, algo de que ainda temos pouco conhecimento científico  na Terra.

O nosso sistema solar orbita o Sol Central das Plêiades, Alcyone  (estrela maior e mais brilhante na foto)  dando uma volta completa  (um ANO SOLAR)  a cada 25.920 anos, sendo que a data de 21 de dezembro de 2012,  
FINAL do Calendário MAIA marca o final de um desses anos solares.
Em astronomia também é conhecida como o Aglomerado estelar aberto M-45, as Sete Irmãs, a Constelação das Plêiades, com os sóis / estrelas principais de Alcyone, Maia, Electra, Taygeta, Atlas, Pleyone, Celaeno, Asterope e Merope.
Detectado pela primeira vez em 1961, através de satélites, a descoberta do cinturão de fótons marca o início de uma expansão de consciência para a parcela da humanidade em evolução, para além da terceira dimensão.

A ida do homem à Lua nos anos 60 simbolizou o início desta expansão, já que antes das viagens interplanetárias era impossível perceber o cinturão.

A cada dez mil anos o Sistema Solar penetra por 2.160 anos no anel de fótons, ficando exposto à energia de Alcyone, carregada pela energia do sol central da galáxia..

A última vez que a Terra passou por ele foi durante a "Era de Leão", há cerca de doze mil anos. Na Era de Aquário, que está se iniciando, ficaremos outros 2.160 anos dentro deste disco de radiação.

Então todas as moléculas e átomos de nosso planeta passam por uma transformação sob a influência dos fótons, precisando se readaptar a novos parâmetros. A excitação molecular cria um tipo de luz constante, permanente, que não é quente, uma luz sem temperatura, que não produz sombra ou escuridão.

Talvez por isso os hinduístas chamem de
"Era da Luz" os tempos que estão por vir.

Desde Agosto de 1987, o Sistema Solar vem entrando gradativamente no cinturão de fótons e a partir de 1998 a sua metade já estará dentro dele, movimento que se completa em 21 de dezembro de 2012,
quando então todo o sistema solar estará imerso no Cinturão de Fótons  (Luz)  durante os próximos 2.160 anos, dando inicio a uma nova Era de Luz.A Terra começou a penetrá-lo em 1987 e está gradativamente avançando, até 2.012, quando vai estar totalmente imersa em sua luz e sob o efeito de sua enorme energia.

De acordo com a cosmologia maia e azteca e de outras culturas milenares, 2.012 também é o final de um ciclo de 104 mil anos, composto de quatro grandes ciclos maias e de quatro grandes eras astecas e também é um final de ciclo de 224 milhões de anos, em que toda a Galáxia em que residimos dá uma volta completa sobre seu próprio eixo, quando completa UM ANO GALÁCTICO. 

Por Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos sobre o cinturão de fótons.

PROFECIA de 2012: A verdade que derruba os mitos

"Profecia de 2012 será sobre crise de consciência" (Fernando Malkún)
O especialista em cultura maia explica o que esta civilização escreveu durante o próximo ano. Há quinze anos atrás, Fernando Malkun, barranquillero ( natural de Barranquilla, uma cidade da Colômbia) de origem libanesa, deixou a arquitetura que tinha estudado na Universidade de los Andes, e a qual havia se dedicado por quase uma década, para responder às perguntas que se atravessaram em sua vida. Durante esse tempo, ele se encontrou com a cultura Maia e dedicou-se completamente ao seu estudo. Hoje é um especialista no tema, com reconhecimento internacional e continua viajando pelo mundo explicando a mensagem que esta civilização deixou para os seres humanos.
Os maias disseram que o mundo iria acabar em 2012?
Estão gerando um pânico coletivo absurdo aduzindo que eles tinham anunciado que o mundo iria acabar em dezembro de 2012. Não é verdade. Os Maias nunca usaram a palavra fim. Anunciaram um momento de mudança, de grande aumento de energia do planeta, o que causaria "eventos de destino", isto é, definitivos, nas pessoas. O problema é que o nível de consciencia da maioria das pessoas atinge apenas o fim do mundo e não a transformação de consciencia.
Quando isso vai acontecer?
Não vai acontecer, está acontecendo. As pessoas não estão juntando todas as peças do quebra-cabeças para perceber isso. Acreditam apenas que estes eventos atuais são causados por um conjunto de "coincidências" evolutivas. Mas estamos em uma onda de mudanças como nunca antes.
O que se percebe, segundo o que é dito pelos Maias?
A profecia anunciou que o planeta aumentaria a sua freqüência vibracional, o que é um fato: esta frequência, que se mede com a ressonância Schumann, passou de 8 a 13 ciclos. Todos os planetas do sistema solar estão mudando. De 1992 até hoje, os pólos de Marte desapareceram 60 por cento e Vênus tem quase o dobro de luminescência. Passamos 300 anos registrando o Sol e as tempestades solares maiores têm ocorrido nos últimos seis meses. Houve um aumento de terremotos de 425 por cento. Tudo está acelerado dos pontos de vista geofísico e solar. Nosso cérebro, que irradia suas próprias ondas, é afetado por essa maior irradiação do sol. Essa carga eletromagnética é o motivo por que sentimos o tempo mais rápido. Não é o tempo físico, mas o tempo de percepção emocional.
Fale sobre 1992. Por que este ano? O que aconteceu?
A essência das profecias maias é comunicar a existência de um ciclo de 26.000 anos, chamado "o grande ciclo cósmico". Tudo, estações, meses, dias se ajustam a esse ciclo. Há 13 mil anos atrás, o sol –assim como agora- irradiou mais energia no planeta e derreteu a camada de gelo. Essa camada desaguou no mar, elevou o seu nível em 120 metros e ocorreu o chamado "Dilúvio Universal". Os Maias disseram que quando o sistema solar estiver novamente a 180 graus de onde estava a 13.000 anos atrás, a Estrela do Norte brilha sobre o pólo, a constelação de Aquário aparece no horizonte e o trânsito décimo terceiro de Vênus se der - o que vai acontecer em 6 de junho de 2012 - o centro da galáxia pulssará e haverá manifestações de fogo, água, terra, ar. Eles falam, especificamente, de dois períodos de vinte anos, de 1992 a 2012 e 2012-2032 - de intensas mudanças.
Por que anunciavam isso?
A proximidade da morte faz com que as pessoas repensem suas vidas, examinem e corrijam a direção que tomam. Isso é algo que ocorre somente se algo se aproxima de você, ou você passa diretamente, te impacta tremendamente. Isto é o que tem acontecido com os tsunamis,os terremotos, as catástrofes naturais de que vivemos, os conflitos sociais, economicos, etc.
Então, eles falam de morte. Eles falam de mudança, de um despertar da consciência. Tudo o que está errado com o planeta está se potencializando com o objetivo de que a mente humana se dedique a resolvê-lo. Há uma crise de consciência individual. As pessoas estão vivendo "eventos de destino", seja em seus relacionamentos, seus recursos, em sua saúde. É um processo de mudança que se baseia principalmente no desdobramento invisível, e está afetando em especial à mulher.
Por que as mulheres?
A mulher é quem terá o poder de criar a nova era, devido à sua maior sensibilidade. De acordo com as profecias - não só as maias, mas muitas-, a era que se aproxima é de harmonia e espiritualidade. As coisas que estão mal vão se resolver no período que os Maias chamaram de "tempo do não tempo", que será de 2012-2032. Desde 1992, o percentual de mulheres que vêem a aura (seres curadores) do planeta tem aumentado. Hoje, é de 8,6 por cento. Imagine que em 2014 seja de 10 por cento. Isso significaria o início de um período mais transparente. Essa seria a direção da mudança não violenta.
Mas o que se vê hoje é um aumento na agressividade ... As duas polaridades são intensificadas. Estão abertos os dois caminhos, o negativo, escuro, destruição, de confronto do homem com o homem; e o de crescimento da consciência. Existem várias vozes que estão levando os seres humanos a pensar sobre isso. Desde 1992, as informações proibidas dos gnósticos, dos maçons, dos Illuminati, estão abertas para que se utilize no processo de mudança de si mesmo. A religião esta acabando e a religiosidade é que irá permanecer.
Tudo isso, os Maias deixaram de escrito, assim específico?
Não a esse ponto. Eles disseram que o sol iria mudar as condições do planeta e criar "eventos de destino". O sol bateu todos os recordes este ano. Os Terremotos aumentaram 425 por cento. A mudança de temperatura é muito intensa: de 92 para cá aumentou quase um grau, o mesmo que subiu nos últimos 100 anos anteriores. Antes, havia 600 ou 700 tormentas elétricas simultâneas, hoje há duas mil. Antes se registravam 80 raios por segundo, agora caem entre 180 e 220.
Como eles sabiam que isso ia acontecer?
Eles tinham uma tecnologia extraordinária. Em suas pirâmides havia altares de onde eles estudaram o movimento do sol no horizonte. Produziam gráficos com os quais sabiam quando haveria as manchas solares, quando aconteceriam tempestades elétricas. Foi um conhecimento que receberam dos egípcios, que, por sua vez, o receberam dos sacerdotes sobreviventes da Atlântida, civilização destruída 13.000 anos atrás. Os Maias aperfeiçoaram os conhecimentos e foram os criadores dos calendários mais precisos. Um deles, chamado “Conta larga” termina em 21 de dezembro de 2012, e marca o ponto do centro exato do período de 26.000 anos. Eles sabiam que essas mudanças estavam vindo e o que eles fizeram foi dar essa informação para o homem de 2012.
Será que estas mudanças só foram levantadas por eles?
Todas as profecias falam da mesma coisa. Os hindus, por exemplo, anunciam o momento de mudança e falam sobre a chegada de um ser extraordinário qual o mundo ocidental cristão apregoa. Os Maias nunca falaram de um ser extraordinário que viria para nos salvar, mas falaram de crescer em consciência e assumir a responsabilidade, cada ser na sua individualidade.
E se as pessoas não acreditam nisso?
Acreditando ou não, vai senti-lo no seu interior. A mudança que estamos vivenciando não é algo de se acreditar ou não. Neste momento, a maioria está vivendo um tempo de avaliação de sua vida. Por que estou aqui, o que está acontecendo, para onde eu quero ir? Basta olhar o crescimento da busca de espiritualidade, não de religiosidade, porque a religião não está dando mais respostas às pessoas.
A sua vida pessoal mudou?
Há quinze anos atrás, eu era tremendamente materialista. Minha conduta é muito diferente hoje. Eu me perguntei por que estava aqui, para quê, e por razões especiais acabei metido no mundo Maia. E posso afirmar que não se tratam de crenças falsas para substituir crenças falsas. Tirei muitas histórias da minha mente, mas eu ainda estou no terceiro nível de consciência, que é dominante no planeta. Quem está mais em cima?
Há pessoas que estão em um nível 4 ou 5. São as menos famosas, de perfil baixo. Em uma viagem conheci um jardineiro extraordinário, por exemplo. Estes seres estão em serviço permanente, afetando a vida de muitas pessoas, mas não publicamente.
O que devemos fazer, de acordo com essa teoria?
O universo está nos dando uma oportunidade individual para reestruturar nossas vidas. A maneira de sincronizar-nos é, primeiro, não ter medo, perceber que podemos mudar nossa consciência. A física quântica já disse: a consciência modifica a matéria. O que significa que sua vida depende daquilo que você pensa. A distância entre causa e efeito tem diminuído. Vinte anos atrás, para que se manifestasse algo em sua vida, necessitava-se de muita energia. Vinte anos atrás qualquer fator de punição de um ato maldoso ganhavam-se os anos para receber alarde. Hoje tudo ganha destaque rápido. A corrupção pelo mundo a fora tem ganhado destaque internacional. As ditaduras estão caindo. As religiões estão a cada dia mais problemáticas, Hoje, você pensa algo e em uma semana está acontecendo. Sua mente causa isso. O que devemos é buscar, as respostas estão aí.
O universo está nos dando uma oportunidade individual para reestruturar nossas vidas.

COMO SURGEM AS DOENÇAS?

Toda doença é uma mensagem direta dirigida a você, dizendo-lhe que não tem amado quem você é e nem se tratado com carinho, a fim de ser quem você é.
De fato, todas as vezes que nossos corpo apresentar alguma doença, isto deve ser tomado como um sinal de que alguma coisa não está bem.
A doença não é uma causa, é uma consequência proveniente das energias que circulam por nossos organismos espiritual e material.
O controle das energias é feito através dos pensamentos e dos sentimentos, portanto, possuimos energias que nos causam doenças porque somos indiciplinados mentalmente e emocionalmente.
André Luiz (espirito) explica que "assim como o corpo fisico pode ingerir alimentos venenosos que lhe intoxicam os tecidos, também o organismo perispiritual absorve elementos que lhe degradam, com reflexos sobre as células materiais."
Permanentemente recebemos energias que vem do cosmo, da alimentação, da repiração e da irradiação das outras pessoas e para elas imprimimos a energia gerada por nós mesmos.
Assim, somos responsaveis por emitir boas ou más energias às outras pessoas.

[Revista Cristã de Espiritismo]
 
Seja Luz!

Oração Budista

“Que todos os seres sejam felizes,
Estejam onde estiverem,
Sejam fracos ou forte
s,
Altos, baixos ou medianos,
Pequenos ou grandes.
Que todos, sem exceção, sejam felizes.
Seres visíveis ou invisíveis,
Aqueles que moram perto ou longe.
Aqueles que nasceram
E aqueles que ainda estão por nascer.
Que todos os seres sejam felizes.”

(oração budista)