Uma alma que se eleva em consciência, eleva o mundo.

sábado, 12 de abril de 2014

Eclipse Lunar Total em 15 de abril de 2014

Astrologicamente, um eclipse lunar é uma oposição especial entre os luminares: Sol e Lua. Esta situação especial ocorre porque o planeta Terra fica “no meio” entre os luminares e assim a Lua deixa de receber por algum tempo a luz solar. Desta forma, a Terra e suas características se sobrepõe às características da Lua de forma a que ela, a Lua, reflita não a luz solar, mas sim as energias terrenas.
Tecnicamente falando, o eclipse lunar ocorre quando Sol e Lua estão em contra-paralelo de declinação e em conjunção com os nódulos lunares, conhecidos como Cabeça e Cauda de Dragão. O “efeito” causado ou sentido por um eclipse lunar é mais sutil, psíquico e bioquímico (atua sobre os fluidos do corpo – o corpo tende a reter mais líquidos e consequente maior pressão sobre o cérebro, como ocorre na TPM feminina). Ptolomeu definiu que o efeito de um eclipse lunar dura tantos meses quanto os minutos do eclipse. Alguns astrólogos atuais dizem que o efeito de um eclipse perdura até a ocorrência de outro de mesma natureza (solar ou lunar). A Lua é quem “cronometra” as coisas que ocorrem em nossas vidas e, portanto, é um importante indicador de momentos específicos para a humanidade terrestre. O Sol encontra-se astrologicamente transitando pelo signo de Áries (aos 25 graus) e a Lua transitando pelo signo de Libra (também aos 25 graus). Estes signos formam o chamado Eixo dos Relacionamentos indicando que é neste setor de atividade humana que os efeitos do eclipse serão sentidos. Geralmente um eclipse, por ser uma ausência de luz, é visto como uma certa crise que atinge as pessoas. Como Libra é um signo Cardinal, a indicação é que haverá algum desafio pessoal a todos nós, cada qual de alguma forma. Sendo Libra um signo de AR, a tendência é que os desafios ocorram no plano intelectual ou mesmo da informação ou comunicação. De qualquer forma, os desafios se apresentam nos relacionamentos entre pessoas, organizações e países. A “falta de luz” na Lua tende a exacerbar seu lado mais obscuro, ou seja, fazer com que nas pessoas as emoções mais reprimidas, bloqueadas ou mesmo sinistras venham à tona e se sobreponham à consciência, mesmo que por alguns momentos apenas. Desta forma, o lado mais instintivo, primitivo, egoísta e tenebroso se apresenta. Por isso que os antigos temiam os eclipses de forma geral. Por um lado, apesar dos efeitos poderem ser danosos para as relações humanas em geral, este eclipse pode ser positivo se o aproveitarmos para buscar identificar com mais clareza este lado obscuro e tenebroso que todos temos dentro. É a oportunidade para conhecermos o nosso chamado “Guardião do Umbral”, a síntese de nossos medos, bloqueios, traumas, angústias, desejos, instintos, insatisfações, etc. Se de um lado podemos nos conhecer melhor, também é um momento de possível “alívio da pressão interna” que sentimentos e sensações reprimidas exercem em nosso interior. Ou seja, é uma boa oportunidade para catarses e com isso para o alívio psíquico. Aqueles que têm seu Mapa Astral podem estudar em que Casa Astrológica este Eclipse Lunar irá ocorrer para saber em que área de sua vida mais precisamente deverá olhar com mais atenção para melhor aproveitar a oportunidade. O blog “Astrologia na era de aquário” ensina que: “Os Eclipses Lunares tendem a interferir em nossas emoções e nas recordações do passado, indicando que devemos abandonar antigas crenças, apagar mágoas e esquecer rancores do passado, voltando nossos olhos para o futuro, para novos caminhos e novos projetos de vida. Muitas vezes podemos ser empurrados por um acontecimento. A ideia é trazer à luz tudo que fica somente no plano inconsciente. No mundo, os eclipses lunares indicam um aumento dos atos de rebelião, greves, invasões, manifestações etc.” No site “Portal Angels” encontramos que: “Os eclipses lunares sugerem alterações necessárias na área de condicionamentos, hábitos e se relacionam com a dimensão familiar e emocional... Os eclipses lunares se reportam a assuntos do passado... dizem respeito mais às mulheres e ao povo...”
Rose Santos, em seu Blog “Casa Doze-astro” aconselha que: “Como um eclipse lunar traz o passado para se confrontar com o nosso presente, procure desvincular seu pensamento e emoções de assuntos mal-resolvidos e mágoas que ficaram lá trás. Não se deixe dominar pelas mesmas emoções que causaram dores, fracassos, raivas ou revoltas anteriores, a menos que seja para eliminá-las, apagá-las, eclipsá-las definitivamente. Para isso, pratique o perdão, o desapego, a desvinculação. Desligue o interruptor que liga você ao passado e siga em frente, em busca de um futuro mais evolutivo. Trate dos assuntos do presente (Sol) e procure nestes dias estar ligado ao seu mundo real, ao hoje, à sua vida atual. Uma vida que seja mais evolutiva, mais iluminada e mais plena, sem carregar consigo tanto peso do passado.” Já o site da “Folha” traz as seguintes informações: “Os registros mais antigos sugerem que os eclipses eram intensamente temidos, observados, analisados e registrados já há cinco mil anos. O eclipse era portador de “novas” para um conjunto social, um reino, o estado dos negócios, a saúde dos poderosos. Um eclipse solar ou lunar pode ser o portador de uma mudança positiva na vida de uma pessoa, se ele ativa pontos positivos no mapa astral. Quando um eclipse ativa pontos específicos como o Ascendente, a Lua, o Sol, o Meio do Céu, a tendência vai na direção de reformulações urgentes que serão feitas por necessidade. O eclipse lunar é compreendido como uma oportunidade para se libertar do passado e chacoalhar o comodismo.

Academia Ciência Estelar

Nenhum comentário:

Postar um comentário