Uma alma que se eleva em consciência, eleva o mundo.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O Chakra da coroa "Sahasrara"

O chakra da coroa é o mais alto chakra vibrando na terceira densidade do ser humano. É o vórtice de luz e energia que nos conecta com o Universo e Tudo o Que É. A energia do sétimo chacra flui para o terceiro olho, chacra da garganta e demais chacras e entrelaça com a energia da Terra em nossos corações. Quando esta energia está devidamente equilibrada com a energia da Terra somos capazes de reconhecer nosso potencial ilimitado como seres espirituais.

O chacra coronário é chamado o chakra Sahasrara em sânscrito. Este chakra governa nossa consciência. Ele controla a nossa auto-consciência em um alto nível espiritual. Esta auto-consciência é a nossa interconexão com todas as coisas deste universo.
O sétimo chakra é ativado pela primeira vez pela percepção de que você é mais do que um corpo físico com uma personalidade. Toda vez que você reconhece este aspecto da sua consciência este chakra cresce mais brilhante..

Sahasrara é o centro do nosso ser intuitivo. A capacidade de adquirir conhecimento e percepções intuitivas faz parte de desvendar este misterioso chakra. Porque este é o centro da consciência, o desenvolvimento deste chakra é essencial para o domínio da projeção astral e sonho lúcido.

O chakra da coroa abre quando estiver pronto para abrir. Ele abre gradualmente e de forma constante. Com a experiência mais e mais conhecimento espiritual é adquirido. Essa maturidade é adquirida através de muitas vidas. Como passamos por nossos ciclos de reencarnação aprendemos a construir e desenvolver a nossa consciência e conciliar experiências de aprendizagem dolorosas.

Esta reconciliação é o que muitos professores espirituais orientais chamam de "débito cármico". Quando o chakra da coroa está totalmente aberto o corpo da terceira densidade pode ser transformado e passar para um plano superior de existência.
Se sahasrara não é aberto, então pode ser uma indicação de uma pessoa que se desconectou do universo. Isso ocorre com freqüência quando estas pessoas abandonam sua fé, especialmente se elas fazem isso por causa de dor ou de raiva. Por um tempo elas podem até sentir raiva para o seu Deus e sua religião particular. Quando elas aprendem a reconciliar suas crenças verdadeiras, procurando a sua verdade o chakra da coroa será mais uma vez aberto.

Em alguns casos, um sétimo chakra fechado pode indicar que a pessoa é uma "nova alma" e tem tido muito poucos ciclos de reencarnação para aprender as verdades espirituais.
Energia negativa no Cracra da Coroa
O chakra da coroa pode ficar bloqueado por forças obscuras se for influenciado por entidades negativas que ensinam verdades espirituais negativas A maioria das entidades negativas não se preocupam com o seu desenvolvimento espiritual e só buscam oprimir você. Ao fazer isso eles criam um escravo energético,

alguém de quem eles podem alimentar. Muitas entidades negativas poderosas podem desfilar sob o pretexto de serem deuses, anjos e guias espirituais, a fim de enganá-lo. Somente aqueles que ainda não encontraram a sua verdade podem ser enganados por essas entidades.

Os exemplos mais comuns de isso acontecer são muitos religiosos em ambientes fundamentalistas. Infelizmente, há muitos líderes religiosos que escolheram seguir o lado negativo da espiritualidade. Essas pessoas, ao invés de ensinar a verdade espiritual, escolhem ensinar negatividade, medo e ódio. Eles, então, voltam-se para o vampirismo psíquico e se alimentam do medo que eles criaram. Eles podem se alimentar de indivíduos em particular, mas tendem a gostar de se alimentar a partir da energia ambiente produzida pelo grupo. Este tipo de depravação não só fere o sahasrara de todos ao receber o ensinamento, mas o professor também está lesionado.
Aprenda a limpar sahasrara de quaisquer crenças que não fazem parte de sua verdade. Aprenda a conciliar a sua relação com o tudo que há no seu coração e em seus próprios termos. Fazendo isso você irá encontrar toda a capacitação energética no seu sétimo chakra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário