Uma alma que se eleva em consciência, eleva o mundo.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Relações Kármicas e Débito Kármico

Relações cármicas não são necessariamente negativas. Muitas almas estão reencarnando em conjunto para ajudar uns aos outros a crescer e aprender. Essas relações são bênção de cura e apoio. No entanto, aqueles de dívida cármica são a continuação de questões onde um ou ambos não conseguiram aprender com a situação ou comportamento. Essas relações terão continuidade em vidas subsequentes até que um ou ambos cresçam deixando de reviver as feridas anteriores.. É só pela liberação do laço cármico envolvido que sua alma será libertada sendo capaz de passar para o próximo desafio.

Relações positivas são aquelas que trazem e afloram o melhor das pessoas envolvidas, devendo ser incentivadas. No entanto, aquelas que são unilaterais ou trazem perigo necessitam ser cortadas. Relações unilaterais são aquelas que não são mútuas; se a ponte de ligação foi construída exclusivamente de um lado, a relação não é saudável e atenta contra o Livre-Arbítrio do outro. Forçar a sua energia, atenção ou presença em outro é um ato de invasão energética e terá as devidas consequências... Se o sentimento não é compartilhado, você não pode e não será capaz de construir um relacionamento. Você não pode forçar outro a amá-lo. Tentar fazer isso só vai criar ressentimento e empurrá-los mais longe. O inverso também é verdadeiro; odiando o outro não traz bênçãos positivas em sua vida. Semelhante atrai igual; através do envio de energia negativa você só vai atrair aqueles que se encontram na mesma sintonia emocional e espiritual.

Débito cármico tem uma abordagem diferente. É um comportamento passado. Os resultados que não podem ser alterados. No entanto, isso não significa que as conexões sejam permanentes ou que você será forçado a ficar preso se a outra alma se recusa a aprender e a deixá-lo seguir em frente. Existem maneiras de nos libertarmos dos laços kármicos sem ter que enfrentá-los diretamente. Você poderá obter a cura e libertação de padrões kármicos negativos que vêm trazendo ao longo de suas vidas através de rituais de cura kármica indicados em leituras kármicas (tarô kármico e mapa astral kármico). O simples fato é que não importa como você se sente sobre uma pessoa, você não pode salvá-la de si mesma e nem curar o carma dela. Você não pode mudar o seu comportamento, somente a maneira como você reage a isso.

Maiana Lena - Terapeuta Energética e Espiritual

Nenhum comentário:

Postar um comentário